Gestão do paciente internado: um novo olhar da auditoria

30 de março de 2020

GESTÃO DO PACIENTE INTERNADO: UM NOVO OLHAR DA AUDITORIA

Estamos compartilhando periodicamente, em nosso blog, os artigos científicos produzidos por nossa equipe de especialistas. São trabalhos que contribuem significativamente para o setor de saúde, muitos deles, inclusive, foram premiados, como é o caso do artigo de hoje. Confira:

A implantação da gestão do paciente internado pode contribuir e endossar parâmetros de qualidade da saúde. A avaliação da efetividade e economicidade das ações em saúde tem na auditoria do cuidado uma ferramenta eficaz de gestão para o complexo planejamento dos serviços de saúde e de promoção da segurança do paciente.

No Brasil, ocorrem cerca de 1.700.000 eventos adversos por ano, devido a cuidados inseguros em hospitais, contribuindo para 227.225 óbitos a cada ano. Estima-se que 1 em cada 10 pacientes internados sofre algum dano. Desses, mais da metade são evitáveis.

Pensando nisso, a Qualirede criou um modelo inovador de gestão do paciente internado. Para demonstrar os resultados da implantação e acompanhamento deste modelo, foi realizado um estudo junto a uma autogestão regulamentada pela ANS, de atuação nacional.

Sobre a gestão do paciente internado

A gestão do paciente internado é composta por ações integradas que são registradas em ferramenta mobile, desenvolvida especificamente para este novo modelo, que possibilita a mensuração dos resultados e redirecionamento das estratégias.

No estudo, foram realizadas análises dos dados de janeiro a julho de 2019 de pacientes internados da autogestão. Nesta autogestão, o modelo foi implantado em outubro de 2017, em 18 hospitais, e a partir de abril de 2019, ampliado para um total de 44 hospitais, distribuídos nos estados da BA, MG, SP, RJ, PR, SC e RS.

 

Resultados:

 

O valor da auditoria do cuidado

 

A partir deste estudo, concluímos que na gestão do paciente internado a auditoria do cuidado deve ser reforçada, pois é a que proporciona maior oportunidade de atuação, oferecendo condições ao auditor de ver em tempo real a possibilidade de desospitalização, risco e ocorrência de eventos adversos, entre outras ações.

 

Além disso, a auditoria do cuidado promove contatos frequentes com o corpo clínico e diretoria da instituição e, com isso, tem objetivo de alinhamento de condutas técnicas e operacionais. Permite monitorar a segurança do paciente e identificar desperdícios de consumo. Desta forma, promove melhor assistência, educação contínua da rede prestadora e otimização de recursos às operadoras.

 

Vieira, MMM; Porsch, CE; Nader, GAR; Coelho, PBM; Hahn, IM.
Qualirede – Gestão em Saúde, Florianópolis, SC, Brasil.

Publicações recentes

    Deixe seu comentário