Dezembro laranja: mês de conscientizar sobre a prevenção do câncer de pele

21 de dezembro de 2020

Dezembro é o mês laranja, isso porque desde 2014 a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBD) promove a campanha do Dezembro Laranja, uma iniciativa para conscientizar a população sobre a prevenção do câncer de pele.

 

Sol, calor e atividades ao ar livre são muito comuns nesta época do ano, e junto com elas vem a necessidade de ações para alertar a população sobre a exposição excessiva aos raios ultravioletas (UV) sem proteção, que podem ocasionar o câncer de pele.

 

A alta exposição solar na infância pode influenciar ao longo do tempo, tanto no envelhecimento, quanto no desenvolvimento da doença. Por isso, uma das iniciativas do Dezembro Laranja de 2020 é destacar a importância de prevenir queimaduras solares nos pequenos, para que eles tenham conhecimento sobre a necessidade dos cuidados com a pele, adotando hábitos de fotoproteção.

 

Sobre a doença

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer da pele é o tipo da doença mais incidente no Brasil, correspondendo a 27% de todos os tumores malignos no país. Já o câncer não melanoma é responsável por cerca de 180 mil novos casos da doença por ano.

 

A doença pode ser diagnosticada pelo médico dermatologista, que indicará o tratamento necessário. Quando descoberto no início, há mais de 90% de chances de cura.

 

Tipos de câncer de pele

Carcinoma basocelular: É o câncer de pele mais frequente na população, correspondendo a cerca de 70% dos casos. Se manifestam por lesões elevadas peroladas, brilhantes ou escurecidas que crescem lentamente e sangram com facilidade.

 

Carcinoma espinocelular: É o segundo tipo de câncer de pele de maior incidência no ser humano. Ele equivale a mais ou menos 20% dos casos da doença. É caracterizado por lesões verrucosas ou feridas que não cicatrizam depois de seis semanas. Geralmente causam dor e possuem sangramentos.

 

Câncer de pele melanoma: É o câncer mais grave pois pode provocar metástase rapidamente, que é o espalhamento do tumor para outros órgãos do corpo humano, e levar à morte. É conhecido por pintas ou manchas escuras que crescem e mudam de cor e formato rápido.

 

Principais fatores de risco do câncer de pele

Exposição solar exagerada, desprotegida ou queimadura solar

Hereditariedade

Pele clara

 

Como posso me prevenir do câncer de pele?

Evite exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h;

Procure lugares com sombra;

Use proteção adequada, como roupas, bonés ou chapéus, óculos escuros com proteção UV, sombrinhas e barracas;

Aplique filtro solar diariamente, reaplicando a cada duas horas

 

Como fica a vitamina D?

Ao mesmo tempo em que é preciso evitar a exposição excessiva ao sol sem proteção, médicos recomendam a vitamina D, que traz inúmeros benefícios ao nosso corpo, sendo produzida justamente por meio da exposição solar.

 

Mas isso não precisa ser um problema. Você pode obter a vitamina D em horários com menor incidência de raios ultravioleta, e tomar sol de 15 a 20 minutos, entre as 10h e 16h. Além disso, é possível encontrar a substância em alguns alimentos, como carnes, peixes, ovos e cogumelos.

 

Diagnóstico precoce

Com o diagnóstico precoce, o tratamento é mais eficaz e a chance de cura é alta. Por isso, esteja atento a qualquer sinal ou mancha diferente em seu corpo.

 

As clínicas de Atenção Primária à Saúde (APS) da Qualirede, garantem um diagnóstico preciso, com uma equipe qualificada, composta por profissionais como o médico da família, que poderá encaminhá-lo precocemente ao especialista, o dermatologista.

 

Outras campanhas

Confira também as nossas campanhas de Novembro Azul e Outubro Rosa.

Publicações recentes

    Deixe seu comentário