Como levar mais saúde para mais pessoas, gerando a sustentabilidade no setor de saúde suplementar no Brasil.

2 de dezembro de 2019
Como levar mais saúde para mais pessoas, gerando a sustentabilidade no setor de saúde suplementar no Brasil.

*Por André Machado, Diretor Norte Nordeste

O Brasil conta com, aproximadamente, 740 Operadoras de Plano de Saúde  e tem 47 milhões de beneficiários destes planos, ou seja, pessoas com acesso à saúde privada por meio de um plano de saúde. Para atender esta população, existem os prestadores de serviço em saúde, médicos, clínicas, laboratórios e hospitais. Quando uma dessas pessoa precisa ser internada, por qualquer situação e/ou agravo em sua saúde, ela utiliza um dos 4.267 hospitais privados do Brasil.

Por um lado, temos percebido a queda no número de operadoras de plano de saúde (dados que são divulgados pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar), por outro, percebemos prestadores de serviço de saúde em situações delicadas quanto a manutenção dos serviços e estrutura dispensados para atender a população.

E o beneficiário, como está percebendo toda essa movimentação no setor? E como está a segurança do paciente diante deste cenário?

Em divulgação recente do IBSP (instituto brasileiro de segurança do paciente), ocorrida em setembro de 2019, foi constatado que todos os anos 134 milhões de eventos adversos em saúde ocorrem no mundo. Esses eventos geram, segundo a mesma fonte, 2,6 milhões de óbitos.

A pergunta que fica frequentemente é “como podemos levar mais saúde para mais pessoas, agregando valor para todos os envolvidos no setor?

Gestão do paciente e outras necessidades da Saúde Suplementar

Uma das formas para o setor de Saúde Suplementar levar mais saúde para a população  é atuar na gestão do paciente internado. Acompanhar o paciente durante o seu processo de internação, olhando exclusivamente para os critérios de segurança do paciente e para a seis metas internacionais de segurança do paciente faz toda a diferença. O trabalho realizado por médicos, enfermeiros e equipe multidisciplinar, acompanhando o paciente que está internado e orientando a família e o beneficiário, além de acolher, traz benefícios para que a se possa ter uma alta segura e, com isto, reduzir fortemente as re-internações. Além disto, os alinhamentos com os médicos assistentes sobre qualquer tema que precise de uma intervenção e de uma mudança no cuidado que estava sendo praticado, faz com que o paciente tenha um cuidado cada vez mais diferenciado e focado em sua recuperação. Eventos adversos que ocorrem são acompanhados com planos de melhoria alinhados com os hospitais, além de avaliação dos pacientes que estão em UTI e os critérios de permanência dos mesmos para se manterem lá e atuação para a alta segura com plano de cuidado para que o paciente que está saindo do hospital saia de forma segura, não reinternando por ausência de orientação e do correto cuidado a ser aplicado, são desempenhados no processo de gestão do paciente internado.

Avaliando resultados

E os resultados, como avaliar se este trabalho realmente tem apoiado na gestão de saúde do paciente que está internado? Eles demonstram que esses serviços estão, de fato, atendendo as necessidades e levando mais saúde para mais pessoas?

Quando falamos do serviço de Gestão do Paciente Internado como parceiro da Saúde Suplementar, a Qualirede tem atuado, com um conjunto de clientes, em 168 hospitais no Brasil. Foram acompanhados, nestes hospitais, neste ano, 54.002 pacientes. Em média, são identificados 500 eventos adversos nestes hospitais todos os meses. O trabalho de gestão do paciente internado ajudou a reduzir a taxa de re-internação em 22%, reduzir 1,3 dias no tempo médio de internação, 1.800 pacientes com troca de acomodação realizada (de UTI para apartamento) e 2.500 altas seguras geradas. Além disto, 17% dos hospitais com eventos adversos identificados já estão com plano de ação de melhoria implantado.

Essa é uma das possibilidades de atuar para levar mais saúde para mais pessoas. Agregar valor para o mercado de saúde suplementar e atuar fortemente para a sustentabilidade do setor tem sido um estudo constante em nosso dia a dia. Existem inúmeras outras formas de atuarmos, mas isso dividirei com vocês nos próximos artigos.

Publicações recentes

    Deixe seu comentário

Publicação anterior Auditoria do Futuro