Siga-nos!

O fim da emergência de saúde pública referente à covid-19 e a importância do investimento em sistemas de saúde robustos e pesquisas

Publicado em:
Categoria: Blog Post; Gestão em Saúde; Notícias

Recentemente a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o fim da Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) referente à pandemia da COVID-19. Essa notícia tem circulado muito pelos veículos de comunicação e pode soar como o fim da pandemia e gerar certo alívio na população mundial, porém precisamos ter atenção!

A COVID-19 ainda é uma ameaça à saúde de todos, portanto, é crucial que os países agora façam a transição do modo de emergência para o de manejo da COVID-19, em conjunto com outras doenças infecciosas.

Um dos aprendizados que a COVID-19 nos deu, é sobre a importância dos dados. Aqui na Qualirede, nós acompanhamos desde o primeiro caso confirmado e a partir disso, realizamos um estudo de monitoramento do perfil clínico de pacientes internados com COVID-19 dentro de um sistema de assistência com 500 mil vidas. Essa análise certamente contribuiu para a compreensão dos fatores de risco e o aprimoramento das estratégias da Qualirede com os nossos clientes para o combate à COVID-19. O estudo, rendeu um case que foi premiado em primeiro lugar no Prêmio Unidas, em 2022.

Embora haja sinais encorajadores, com o aumento da vacinação e a queda no número de casos e mortes, ainda existem muitas regiões onde a situação é preocupante. O diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa, reforça: “Não devemos baixar a guarda, precisamos continuar vacinando os grupos vulneráveis e fortalecendo a vigilância. Também é hora de nos concentrarmos em nos preparar melhor para futuras emergências e reconstruir melhor para um futuro mais saudável e sustentável”.  A pandemia de COVID-19 destacou a importância de investir em sistemas de saúde robustos, pesquisa científica e cooperação internacional para enfrentar desafios de saúde globais.

Em resumo, embora a declaração da OMS seja um sinal de que há esperança, não devemos interpretá-la como um fim para a pandemia. Devemos permanecer vigilantes e comprometidos em seguir as orientações das autoridades de saúde. A pandemia ainda não acabou, e somente com esforços contínuos e colaborativos e investimentos em sistemas de saúde robustos e pesquisas, poderemos superar completamente esse desafio e garantir um futuro mais saudável para todos.

Artigo de opinião por Gizelli Nader.

Recomendamos a leitura da matéria completa.

Compartilhe esse post!

Fale com o nosso time comercial e personalize sua solução!

Se inscreva na Newsletter:

Biblioteca de conteúdos
Gratuitos:

Destaques do Blog:

A APS pode gerenciar urgência e emergência na saúde?

Junho vermelho – doação de sangue

Dia nacional da imunização

APS: Muito além da assistência básica

Clínica de APS – saiba como funciona o atendimento