Siga-nos!

A necessidade de valorizarmos a saúde mental 

Publicado em:
Categoria: Gestão de pacientes

A saúde mental é um aspecto essencial do bem-estar e da qualidade de vida de todas as pessoas. Por isso, possui relação não apenas com o estado de equilíbrio emocional, psicológico e social, como também envolve a forma como nos sentimos, pensamos e lidamos com as situações do dia a dia.

Nos últimos anos, observou-se um aumento significativo nos casos de adoecimento mental. Esse fato tem se tornado um grande desafio para a sociedade moderna, na qual é importante refletir sobre as causas e encontrar soluções concretas.

Dentre os fatores que contribuem para esse aumento, destacam-se os seguintes: estilo de vida acelerado e estressante; a busca por altos desempenhos no trabalho ou na vida pessoal; violência; e problemas financeiros.

Os desafios enfrentado por quem sofre

Alguns desafios se apresentam como impeditivos pela busca do cuidado da saúde mental. Pode-se citar, como exemplo, a negligência dos sintomas, a ênfase ao cuidado com a aparência física, a dificuldade de algumas pessoas de terem acesso aos serviços de saúde mental, a falta de compreensão e empatia, e infelizmente, o tabu de cuidar da saúde mental.

Os anos se passaram e houve importantes melhorias no que diz respeito à tecnologia e a qualidade de vida, mas ainda existe uma forte resistência no cuidado com a saúde mental. Enquanto se incentiva a adesão à prática de atividade física e a alimentação saudável, dar atenção à saúde mental é visto de forma preconceituosa e estigmatizada.

Como consequência disso, algumas pessoas se sentem desencorajadas a procurar ajuda profissional para demandas emocionais, minimizando sua dor e lidando com o medo do julgamento de terceiros, ou até mesmo dos seus. Esses julgamentos, podem ser expressados por frases como: “isso é falta de Deus”, “é frescura”, “é apenas uma fase passageira” ou “não preciso de ajuda”.

Outro aspecto importante é a desinformação em relação à saúde mental que também contribui para esse preconceito. Há pessoas que acreditam que doenças como depressão e ansiedade são escolhas ou fraquezas pessoais, quando, na verdade, são condições reais que prejudicam a saúde e o bem-estar de milhões de pessoas ao redor do mundo.

Portanto, as pessoas que sofrem com problemas de saúde mental perante todo esse preconceito, normalmente silenciam, negam, e escondem seus sentimentos. Dessa forma, elas acabam lidando com os sintomas sozinhas. Neste caso, a ausência de apoio e compreensão apenas favorece o agravamento de seu quadro e o isolamento social. Cuidar da saúde mental não deveria ser um tabu, mas sim, uma prioridade.

O que fazer?

Faz-se necessário proporcionar um ambiente em que as pessoas se sintam à vontade para pedir ajuda, no qual possam expressar suas batalhas emocionais, e recebam auxílio e tratamento adequados, e que sejam tomadas ações abrangentes e contundentes a fim de combater o preconceito.

É importante ressaltar, ainda, que o cuidado com a saúde mental envolve a conscientização e a diminuição do estigma em torno das doenças mentais. É urgente e fundamental que a sociedade se eduque através da informação sobre o assunto, busque compreender melhor o tema e trate as pessoas que sofrem dessas condições com empatia e respeito.

Embora seja um processo que requer atenção e comprometimento, a conscientização trará muitos benefícios imprescindíveis na vida de quem está em sofrimento.

Nesse sentido, se dedicar ao cuidado com a saúde mental é um ato de amor, coragem e autocuidado. É uma maneira de reconhecer que todas as pessoas podem um dia lidar com desafios emocionais, que está tudo bem em procurar ajuda e que não há nada do que se envergonhar.

Além disso, é necessário incentivar e apoiar as pessoas a não desprezarem seus sintomas e a procurarem um auxílio profissional, pois desta forma será possível viver em uma sociedade mais saudável, acolhedora e apta para lidar com os desafios emocionais e psicológicos que a vida atual impõe.  

O cuidado da Qualirede com nossos clientes

Visando o cuidado com a saúde mental, na Qualirede, oferecemos serviços nessa área para prevenir e promover o bem-estar psicológico de nossos beneficiários, e proporcionar suporte emocional. 

Para prestar esses serviços contamos com uma equipe de psicólogos que está disponível para oferecer apoio em situações de estresse, ansiedade, depressão, problemas de relacionamentos, entre outras demandas emocionais enfrentadas no cotidiano.

Para isso, realizamos atendimentos presenciais, telefônicos ou por videochamadas, com o intuito de assegurar a comodidade e a acessibilidade de todos os nossos beneficiários.

A Qualirede também oferece palestras, workshops e treinamentos focados na promoção da saúde mental no ambiente de trabalho. Por meio dessas ações, buscamos aumentar a conscientização no cuidado psicológico e fornecer estratégias práticas para gestão do estresse e a melhoria do equilíbrio emocional. 

Confiamos que o cuidado contínuo da saúde mental tem como consequência os melhores resultados na qualidade de vida, pois essa é a nossa prioridade. 

Artigo de opinião escrito por  Benedita F. de M. Alves

Psicóloga da Clínica de APS em Brasília-DF
CRP 01/17445 

Recomendamos a leitura da matéria completa

Compartilhe esse post!

Fale com o nosso time comercial e personalize sua solução!

Se inscreva na Newsletter:

Biblioteca de conteúdos
Gratuitos:

Destaques do Blog:

A APS pode gerenciar urgência e emergência na saúde?

Junho vermelho – doação de sangue

Dia nacional da imunização

APS: Muito além da assistência básica

Clínica de APS – saiba como funciona o atendimento