A gestão do paciente internado como redução de custos na saúde suplementar

7 de fevereiro de 2020

Assegurar que o ambiente de prestação de serviços de saúde esteja dentro de todos os padrões de segurança é uma tarefa complexa. Por isso mesmo, é altamente recomendável que clínicas, hospitais e outros ambientes de saúde contratem serviços terceirizados que mantenham uma rotina de auditoria para assegurar a qualidade de vida do paciente, uma vez que erros, neste ambiente, podem ser fatais. Dentro deste conceito, é imprescindível que uma boa gestão do paciente internado seja a prioridade no ambiente de saúde.

O processo da gestão do paciente internado

A gestão do paciente internado demanda atenção e dedicação. Por meio desse serviço é possível assegurar que todas as necessidades do usuário do sistema de saúde sejam supridas com qualidade, agilidade, segurança e uso sustentável de recursos.

A amplitude do serviço se estende desde a entrada do paciente no hospital até sua alta definitiva. Neste período, equipes de saúde multidisciplinares – enfermeiros, médicos e outros profissionais capacitados – devem manter um olhar atento aos requisitos de segurança que garantem uma recuperação com foco no cuidado do paciente, evitando eventos que possam causar danos ao paciente garantindo o foco mo cuidado.

Não é à toa que uma das principais soluções da Qualirede é o gerenciamento do paciente internado. Sempre atenta ao melhor que a tecnologia pode proporcionar no ramo da Saúde, oferecemos equipes capacitadas que acompanham os usuário a fim de assegurar as seis metas internacionais de segurança do paciente.

  1. Identificação correta do paciente
  2. Comunicação efetiva
  3. Prescrição correta e segura de medicamentos
  4. Cirurgia segura
  5. Cuidados para evitar a proliferação de infecções hospitalares
  6. Prevenção máxima sobre danos resultantes de quedas

A questão da desospitalização

Além de proporcionar melhoras consideráveis na segurança e qualidade de vida do usuário do sistema de saúde, a Gestão do Paciente Internado também se caracteriza como ótimo agente de incentivo ao uso sustentável de recursos, melhorando a jornada do paciente – é aqui que entra a desospitalização por meio da alta segura.

Mais do que garantir o uso responsável dos recursos do hospital, a alta segura promove a mitigação da reinternação, um procedimento oneroso e evitável.

Em entrevista ao blog Qualirede, Alexandre Martins, Gerente de Atenção Primária à Saúde da Qualirede lembra que “praticamente 30% das altas hospitalares acabam resultando em reinternações, normalmente por falta de cuidados após a liberação do hospital”. Segundo o último levantamento sobre o assunto, realizado pela consultoria Mercer Marsh Benefícios, em 2016, mais de 15% dos custos das despesas hospitalares no Brasil correspondem apenas a reinternações.

Assim, é função primordial da gestão do paciente internado a averiguação da condição real do paciente para que a alta seja realizada no momento certo. Além disso, também deve ser levado em conta as condições pessoais do paciente: quem cuidará dele após a alta? Quem verificará o horário dos medicamentos ou a troca dos curativos? Todos esses cuidados, apesar de parecerem simples, fazem toda a diferença na hora de garantir que o paciente não sofra efeitos colaterais na pós internação, podendo concluir seu tratamento no conforto do lar.

A terceirização

O serviço de gestão do paciente exige, então, tempo dedicado exclusivamente para tal atividade. Daí a necessidade da terceirização do processo.

Na Qualirede, além de contar com o serviço de gestão do paciente internado, o cliente ainda tem a garantia de que todos os resultados serão partilhados entre as equipes, que terão a possibilidade de agir em conjunto em prol de maiores e melhores resultados tanto para o paciente quanto para a prestadora. 

Mais do que isso, a Qualirede ainda fornece diversas soluções que, em parceria com tecnologias e inteligência artificial próprias, conseguem garantir mais qualidade nos resultados, por meio de processamento de dados eficiente, desde a entrada do paciente no serviço de saúde até sua alta. Assim, conseguimos proporcionar mais saúde para mais pessoas.

Publicações recentes

    Deixe seu comentário